Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

...

Fingertips(1).jpg

Depois de uma semana de tailleur e saltos altos em pleno Estoril, veio o tão merecido e desejado regresso a uns jeans e ténis.

E, depois de um jantar de vestido comprido e saltos altos no Salão Preto e Prata no Casino Estoril, nada como voltar no dia seguinte de jeans e ténis, para sentar o rabo no chão na expectativa de ouvir mais um concerto à borliu no Du Art Lounge...

Desta vez era The Fingertips...

Não posso dizer que não gostei de todo...teve a sua piada...

Contudo, ainda é uma banda algo imatura e com alguma falta de segurança em algumas músicas...Mas, o calo ganha-se...

E, infelizmente, tirando as 3 baladas que passaram e passam sistematicamente na rádio, não têm mais nenhuma música de jeito…Além disso, grande parte do espectáculo dos The Fingertips vive dos cabelos de Zé Manel…E foi pena o baixista ter entrado fora de tom no "Cause to Love You"...era uma das músicas mais esperadas, mas de facto não soou nada bem!

Por falar em Zé Manel…

Na noite do Salão Preto e Prata alguém mandou as bocas sobre as tendências de Zé Manel…parece que o gajo se assumiu como gay…

Como não tinha ouvido nada sobre isso, fiquei na dúvida, mas rapidamente se dissiparam…desde logo quando vi Zé Manel sentado na plateia, enquanto cantava Adelaide Ferreira…Em cima de palco, foi só certezas…

E, a ajudar, de vez em quando alguém sussurava ao meu ouvido "Gay!"..."Panasco!"...

E, há que dizê-lo com frontalidade:

Zé Manel é uma ganda maluca!!!

:)

United 93

united93.jpg


Fui ver...

É um filme arrepiante...

Nunca tinha estado numa sala de cinema onde, do início até ao fim do filme, não se ouvisse um pio...

Era quase de cortar a respiração...

E os telefonemas das pessoas a bordo para as famílias? Que horror! Receber um telefonema daqueles deve ser pavoroso!!

E depois ajudava a dar realismo aquela câmera "nervosa", que quase nos dava a sensação de estarmos dentro do avião.

Dá que pensar a sensação de desorganização no que toca aos mecanismos de defesa...

Acho que foi uma excelente opção não terem sido escolhidos actores profissionais para integrarem o elenco do filme. Assim a conotação nem é tanto de filme, é mais de documentário, o que faz muito mais sentido.