Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

No Estoril...

Aproveitando as férias da Madi com os avós e agora com o pai, demos umas escapadelas até ao Casino Estoril...

 

Já não iamos aos Concertos de Entrada Livre (às quintas-feiras) há bastante tempo e descobrimos no outro dia o quanto isso nos fazia falta...

 

No dia 5 de Agosto fomos assistir ao Concerto de Jazzanova...

Não conhecia, fomos à descoberta e, pelo menos da minha parte, apreciei bastante...o Semi-Deus gostou de algumas partes...

 

Eu, que nem aprecio muito Jazz, consegui apreciar a musicalidade que aqueles senhores nos apresentavam. O vocalista era um prato, fartei-me de rir com ele...adorei o baterista!!

 

 

Ontem, mais uma escapadela, desta feita para ver Tiago Bettencourt e os Mantha...

Gostei muito!! Acho que o Tiago Bettencourt tem uma voz inconfundível, muito característica, com um jeito muito invulgar de cantar...as músicas são tocadas em tons fora do comum, nada daqueles acordes básicos das músicas comerciais, é um músico excelente! Como gostei ainda mais dele? Ao piano...adoro a forma como ele toca piano, mais do que a forma como toca as guitarras...O concerto varia entre momentos altamente intimistas e momentos mais agitados, mas no final faz-se um bom equilíbrio.

Gostei bastante do baixista, confesso que não apreciei muito o baterista...comparando com o baterista dos Jazzanova por exemplo...não gosto do baterista que mostra claramente que está a contar tempos, e hesita nos breaks e hesita em algumas pancadas...o baterista dos Jazzanova nesse aspecto era fabuloso...se contava tempos de todo nao se notava, tocava de forma muito solta e intuitiva...

Também foi pena que Tiago Bettencourt se tenha feito acompanhar de um trio de back vocals que de todo não atinava com aquilo...das 3, duas tinham de facto muito boa voz, uma delas fazia um frete brutal e não conseguia haver entrosamento entre elas...houve muitas entradas falhadas, notas muito desencontradas, não gostei...também para subirem ao palco em 3 músicas para cantarem "aaaaaaaaah, uuuuuuh" em alguns momentos e nem isso conseguirem fazer bem, se calhar era melhor deixarem a parte vocal a cargo do Tiago.

 

O Tiago Bettencourt, numa dada música (que não me recordo agora o nome) sacou meia dúzia de notas agudas que até fiquei embasbacada!

 

Enquanto esperávamos que a banda começasse, dei conta do João Manzarra na plateia, e de passar a Inês Castel-Branco.

Surpresa foi quando ela subiu ao palco para cantar com o Tiago...

Até que gostei...foram dois momentos intimistas, com ela muito cheia de vergonha, mas ao mesmo tempo muito calma a fazer festinhas na barriga onde aconchega o seu Simão. :) Foi quase como cantar uma lullaby para o bebé dormir!

 

 

"Se cuidas de mim
Eu cuido de ti também
Dentro da minha mão
Eu guardo te bem
Se amarmos do princípio
Se perdermos tudo outra vez
Vou marcar-te bem
Como um sonho vão
Dentro da minha mão

Se cuidas de mim
Eu cuido de ti também
Se vens em paz
Eu venho por bem
Se formos bebendo
O chão deste caminho
Vou guardar-te bem
Agora que sei
Que não vou sozinho

Há uma praia depois da sombra
Uma clareira p’ra iluminar
Há um abrigo no meio das ondas
Tu a caminho p’ra iluminar

Por isso vem"

 

 

 

 

 

Fitas

E este fim-de-semana os filmes foram 3 (porque na escolha de 2 novidades podiamos trazer um de 3 noites à borlix...que chato...hehe):

 

     

 

Começámos por ver o "City Island"...o Semi-Deus pegou ao calhas numa comédia das novidades...e adorámos o filme...Esta família desfuncional era o máximo, fartámo-nos de rir e como sempre gosto muito do Andy Garcia.

Não tenho visto muitas comédias boas, porque a maioria são aqueles filmes para domingo à tarde, ou seja, aquela comédia sem muito conteúdo. A comédia que tinha visto ultimamente e que tinha mesmo adorado foi aquela da Meryl Streep, e agora acho que esta ficou equiparada...só não abriu foi tanto o apetite...hehe

 

Logo de seguida, vimos o "Shutter Island". Achei interessante, estava bem realizado e o enredo até estava mais ou menos desenvolvido. Contudo, tem um final quase à laia do "Sexto Sentido". Mas no geral, agradou-me. Agradou-me especialmente ver o Leonardo Di Caprio. Confesso que nos primeiros filmes deste jovem não lhe achava grande piada e pensei que fosse fazer sempre o tipo de filme como menino bonito e sem grande performance. Mas cresceu muito...ainda bem que realizadores bons lhe deitaram a mão...Acho que o melhor do filme foi ele.

 

No dia seguinte (porque a sessão de sábado já acabou às 3 da matina, vimos (entre preparações para uma lasanha) "Para a Minha Irmã"...Achei o filme fabuloso. Muito comovente, rolaram-me muitas lágrimas cara abaixo, até porque o tema central do filme é aquela maldita doença que me aterroriza, mas o filme é muito, muito bom!

 

Em resumo, dos três filmes, o que estavamos mais na expectativa de ver era o "Shutter Island", mas os que realmente nos surpreenderam pela positiva foram os outros dois, um deles do qual nem tinha ouvido falar.

 

:):)

 

Cinema em Casa

Digamos que desde que regressámos de férias, as últimas semanas não são bem férias mas em certos aspectos é como se fosse.

Salvo seja estarmos a trabalhar, tudo o resto parece muito pacífico.

 

Aproveitando vários fins-de-semana passados em casa apenas com o Semi-Deus aproveitámos para alugar alguns DVD's e fazer movie nights em casa!

 

Assim recentemente, recordo-me da noite Denzel Washington:

 

"Metro 123" e "O Livro de Eli"...

  

Honestly, nem sei bem dizer de qual gostei mais! Adoro o Denzel Washington, acho que o senhor está cada vez melhor com a idade, mas de facto foram dois filmes muito bons e que nos agarraram à TV, de tal forma que até a pausa para o number 1 era adiada o mais possível.

John Travolta no "Metro 123" também esteve muito bem! Um lunático credível!

Dizem as más línguas que esse ar lunático foi conseguido pelo sentimento de revolta e tristeza provocados pela morte do seu filho adolescente. Acredito que sim! Seria impossível que isso não mexesse com os sentimentos de uma pessoa! Mas também, o senhor até não é mau actor!

 

 

Num outro fim-de-semana lembro-me de ter visto "Capitalism - A Love Story", mais um filme polémico de Michael Moore e mais outro que já não me recordo o nome...e acabei por esquecer sobre o que era...ao inicio até me entusiasmei, por ser algo diferente e com actores não muito conhecidos, mas às tantas tornou-se um bocado parado e acabei por adormecer nos braços do Semi-Deus-Morfeu...

Segundo o Semi-Deus,  também não perdi grande coisa (Cá para mim, acho que ele também passou pelas brasas!)

 

Sobre o filme do Michael Moore, pois a teoria até parece fazer algum sentido, mas ao mesmo tempo ficamos sempre naquela dúvida da mania da perseguição, e que o senhor se calhar é faccioso e a história é muito manipulada...Se bem que, a teoria que ele apresenta, não deixa de tocar em algumas ideias que me passam algumas vezes pela cabeça (quando não está muito calor e consigo pensar).

 

 

Neste último fim-de-semana vimos o "Lobisomem", com o Benicio del Toro e o Anthony Hopkins.

Digamos que há tanto filme sobre o Lobisomem, sobre o Drácula, sobre o Jack, o Estripador...etc, que às tantas é difícil impressionar pela inovação...já toda a gente contou a história à sua maneira, com mais ou menos efeitos especiais.

Acho que estava à espera de ser surpreendida pelas interpretações dos actores, especialmente quando me dei conta que Anthony Hopkins era um deles...

Decepcionei-me...Eu não acho particular piada ao Benicio del Toro, portanto...Mas o Anthony Hopkins acho que teve aqui um dos seus piores papéis...

:(

 

Logo a seguir, depois de uma pausa para trincar qualquer coisa a título de jantar, vimos ""O Mensageiro", com o Woody Harrelson...

Confesso que não tinha ouvido falar, mas gostei bastante...desta história sobre estes dois soldados responsáveis por comunicar aos familiares as mortes dos seus filhos/maridos em combate...Até parecia ser "a walk in the park", mas a coisa é bem mais difícil...

 

Recomendo!

 

 

...

É tão fixe aproveitar estes dias de Agosto para tomar calmamente o petit déjeuneur num café nas Amoreiras, onde usualmente se bebe um café à pressa!

É porque o facto de passarmos mais tempo num sítio faz com que se assistam a coisas lindas logo de manhã:

Cenário 1: Indivíduo de raça africana chega ao balcão (ignorando completamente a fila que estava junto à caixa registadora – porque o sistema é pré-pagamento, que para quem não sabe quer dizer pagas primeiro, comes depois) e pede a uma das funcionárias (que por sinal também é de raça africana, tal como as restantes funcionárias escolhidas pela senhora que gere o café):

IRA - “Quer bolo bola!”

FRA – “Como?”

IRA - “Quer bolo bola!” (e aponta para uma Bola de Berlim)

FRA – “Ah, quer com creme ou sem creme?”

IRA - “Quer bolo bola!”

 

O que fez a funcionária? Deu-lhe a Bola de Berlim com creme…tipo, se não é isto que queres, fala português como as pessoas ou então baza e vai ali à tasca pedir um “pão bife” e um “copo sumo uva” ou uma merda qualquer….

 

 

Curioso é o cenário 2, ocorrido ontem entre mim e esta mesma funcionária…

 

Cenário 2: Curly toma o pequeno-almoço com o Semi-Deus…quando terminam levantam-se, embrenhados na conversa, e vão até ao outro lado do centro comercial comprar tabaco. Às tantas, Curly nota que lhe faltam os óculos de sol. Voltam ao café e na mesa onde tinham estado, encontrava-se um casal…

Curly – “Bom dia, desculpem, mas por acaso estavam aqui na mesa uns óculos de sol?”

Casal – “Olhe, é melhor perguntar às senhoras do café, porque a mesa estava limpa quando nos sentámos”

Curly - “Obrigada!”

 

Curly (dirigindo-se à funcionária da caixa) – “Bom dia, por acaso encontraram ali naquela mesa uns óculos de sol? Ou alguém entregou?”

FRA  - silêncio e olhos esbugalhados a olhar para mim

 

Segue-se uma movimentação da FRA da caixa até à outra ponta do balcão, onde pega na pinça dos bolos, segura um folhado de salsicha, levanta-o no ar e pergunta:

FRA – “É destes?”

 

WTF? Mas que raio é que regurgitei enquanto me convencia que estava a perguntar por uns óculos de sol?

Curly – “Desculpe? Eu não pedi isso! Perguntei-lhe se encontraram ali os meus óculos de sol”

FRA encontra na caixa os ditos e entrega-mos…

FRA - “Desculpe lá, não percebi bem.”

 

Nota-se!

CR9

http://www.vidas.xl.pt/noticia.aspx?channelid=B2EEF6CE-6025-427C-89E6-4B71D15619D8&contentid=3A330AD0-77EB-429E-BDDA-596302976A9A 

 

Eu acho esta notícia tão interessante que naturalmente percebo a importância que os jornalistas lhe deram e a motivação que têm para descobrir se é apenas um "rabisco que CR9 fez com uma caneta ou se é mesmo uma tatuagem definitiva".

 

Mal posso esperar pelo dia em que tenha a oportunidade de ler e já agora, com a devida cobertura fotográfica, ver notícias sobre o novo furúnculo que apareceu no rabo do CR9 ou o novo pelo encravado que lhe apareceu nas costas!!!!!

 

Foudasse!!

 

É que o gajo já é extremamente desinteressante! E depois com notícias destas ainda fico a achá-lo mais interessante...not!

Tipo, se isto é tudo o que há para dizer sobre ele...deve querer dizer que há ali falta de muita coisa!

 

...

...

 

Depois de confirmada a colocação da Madi na mesma Escolinha no 1º ano, segue-se a compra dos seus primeiros Livros Escolares!

Tchaaaaan!

Mais 10 cabelos brancos para a mesa do canto, faxavore!!

 

Vai ter muito de estudar a minha menina!

Que orgulho!

:):)

...

Nada como estar a jogar um joguinho online desde ontem à noite, já ter mais de 1 milhão de pontos e a página atrofiar e depois fazer restart e voltarmos ao 0!

rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

Pág. 2/2