Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Medrança

É normal os bebés medrarem. No fundo, é a pele a reagir ao ambiente que os rodeia e a habituar-se a um meio não aquático. Também se diz que é bom sinal, é sinal de que estão a crescer bem. Isso eu sei que está, porque já fico meia dormente dos braços se o tiver algum tempo ao colo. É como também se dizer que menino bolçado é menino criado.

A pequena cria ja tinha tido imensas borbulhinhas pelo corpinho fora, logo ao fim do 2º dia de nascido. Logo passou.

Agora tem de novo, mas só no rosto. Secam umas, aparecem outras. E anda nisto.

Hoje tem um belo cluster de borbulhas numa das bochechinhas lindas. E muito vermelhuscas, quase assanhadas. Feias!

Se calhar não ajuda ele andar sempre a esfregar-se todo, ora porque tem sono, ora porque dorme, mas aquelas mãos não param quietas (e aquelas unhas sempre cortadas e limadas, têm sempre um raio de um biquinho para ele se arranhar).

Feias, as borbulhas, no meu lindo bebé.

...

Diz que esta semana as temperaturas iam chegar aos 35º.

À cautela até pus os bikinis e as chanatas de praia a jeito.

Olhando pela janela está bom de ver que as pantufas ficam.

Ah, diz que afinal vai estar este tempo merdoso chuvoso até quarta-feira e o Verão chega na quinta.

Pois, está bem! Deixa ver.

Eu acho que a profissão mais em vias de risco hoje em dia deve ser a de meteorologista.

Ou então fui eu que me baralhei ao ler a notícia. É porque só tive tempo de olhar para a capa do Correio da Manhã na diagonal e, logo ao lado direito do título, vinha uma foto da Alexandra Lencastre com umas mamas de meter medo. E mais à mostra [mais "chicha" como diria Ricardo Araújo Pereira] que as mamas da outra na Playboy.

E eu se calhar fiquei vesga e não li a parte de quinta-feira. Ou fiquei a pensar se cenas daquela tamanho serão confortáveis...

...

O marisco congelado e a sua capacidade de ser elástico. Até diria mais: Marisco Congelado Houdini! Uma pessoa tenta fazer um arrozito de marisco mas à falta de melhor tem marisco congelado. Decide juntar-lhe umas ervilhitas para dar cor. Digamos que a malta vai olhar para o prato e perguntar porque é o almoço arroz de ervilhas. 

 

Eu ia jurar que tinha deitado o marisco no tacho!

...

Hoje, em grande parte da blogosfera, expressam-se os indignados porque a Rita Pereira posou para a Playboy, mas não se vislumbram as maminhas e o pipi. Diz que assim a Playboy parece uma revista para crianças, porque não mostra a gaja nua. Se a gaja tivesse posado nua, provavelmente expressavam-se os indignados pelo grave atentado ao pudor, ela não passar de uma porcalhota e uma vendida e porque, ai Jesus, que se me entraram pelos olhos coisas que não queria ver!

 

 

 

 

...

Petit Me já vai tendo alguns bocadinhos durante o dia em que fica desperto depois de mamar. E gosta de conversa e atenção. Mas, como ainda é pequenino, está desperto por poucos minutos. Depois começa a ficar cansado. Começa a dar às mãos e a espernear e, umas vezes choraminga e quer colinho para adormecer, outras vezes aceita a chucha e acaba por adormecer agarrando o meu dedo com toda a força que aquelas mãozitas já têm e apreciando umas carícias na cabecita.

 

Hoje decidi experimentar, num desses pequenos períodos em que ficou desperto depois de mamar, colocá-lo um pouco na espreguiçadeira. Pois que achou muita graça. Deu para uma mini-sessão fotográfica a tentar captar os sorrisinhos que fez à caixinha de música e às borboletas penduradas.

E vai que achou tanta graça que até fez um ou dois "arruns", esse grande momento dos bebés. E a seguir fechou os olhitos e ferrou a dormir.

O Semi-Deus ficou preocupado com a cena da espreguiçadeira ser cor de rosa [a cor favorita da anterior proprietária que fez o favor de a emprestar ao novo amiguinho]. Eu acho que Petit Me ainda não repara nisso e não tem de ser tudo azul. Estou em crer que Petit Me apreciou muito mais o facto de a espreguiçadeira ter vibração incorporada. Foi assim um momento SPA que o puto apreciou.

Gosto disso! Aprecia coisas boas!

 

...

Em Abril, águas mil.

E em Maio, qual é a desculpa?

Já entravamos na Primavera, sim?

Isto por aqui hoje está um belíssimo dia de Inverno. Apetitoso até mais não, com chuva intensa e uma ventania horrorosa que faz andar tudo pelos ares e até a TV de vez em quando tremelica a imagem. Espero que não seja daqueles dias em que a luz se vai por causa do vento. E, depois, num dia em que ir à rua é impensável, nem TV para companhia.

 

A Madalena ontem queria calçar botas de cano alto. Eu disse-lhe que se calhar uns sapatos ou ténis eram mais apropriados à estação do ano.

Pois sim, não percebo nada disto, é o que é! Hoje sinto-me de coração apertado porque ela teve de ir para a Escola de ténis e fato de treino por ser dia de ginástica. Se calhar estava era bem de botas de cano alto, e camisolas quentinhas, e cachecol, quiça!

Eu estou no sofá, tapada com a bela da mantinha, de pantufas quentinhas. Petit Me dorme no seu bercinho, bem aconchegado nas mantinhas, e estou sempre a ver se não tem as maõzitas geladas (bebés de mãos tapadas é uma coisa difícil).

E já liguei o aquecimento central por um bocado. A ver se isto se aguenta!

...

Cá por casa já era normal que iogurtes, leite e bananas mal aquecessem o lugar porque rapidamente desapareciam. Mas agora então o leite especialmente voa. Mea culpa! Amamentar provoca-me uma sede horrivel. Parece que não há liquídos que me cheguem. E mais do que água ou outras bebidas é o leite que me sabe realmente bem. Se não bebo um litro de leite por dia não devo andar longe.

 

Dava jeito era ter uma vaquinha aqui na varanda!

 

Pág. 5/5