Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Coisas com piada

Então, deixem lá ver se percebi.

 

O Governo elaborou o Orçamento do Estado.

O Orçamento do Estado foi levado ao Tribunal Constitucional para apreciação (da sua constitucionalidade, naturalmente).

O Tribunal Constitucional chumbou 3 normas do Orçamento de Estado, supostamente por estarem feridas de inconstitucionalidade (uma pequeno e absoluto nada para este Governo e seus apoiantes).

O Governo (e suas baionetes) reclama que o Tribunal Constitucional é uma maçada, porque não os deixa fazer o que querem mesmo que ilegal/inconstitucional governar e que impedem o funcionamento da Economia do País e que este País ande para a frente.

O Governo decide pedir uma "aclaração" (que palavra linda!) do Acórdão.

Vem um jurista e um juiz do Tribunal da Relação de Lisboa lembrar que “desde 2013 que não há pedidos de aclaração, uma vez que a lei não os prevê”, em virtude da alteração feita no Código do Processo Civil pela actual ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz".

 

Perceberam?

 

Eu percebi bem? Portanto, o Governo quer fazer uma coisa que já não é possível fazer porque o próprio Governo decidiu que iria deixar de ser possível fazê-lo, mas agora dava-lhes jeito que fosse possível fazê-lo já que o Tribunal Constitucional toma decisões económica e politicamente desfavoráveis? Ainda que saibam (ou devessem saber) que já não é possível fazê-lo?

6 comentários

Comentar post