Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Filmes do fim-de-semana

Vimos 3 filmes. Nada mau! E, finalmente, filmes mais interessantes.

 

A primeira escolha recaíu sobre Captain Phillips. My God, what an excelent movie! Digamos que o filme para mim foi stress-free durante os primeiros 10 minutos e a partir daí estive em permanente tensão até ao final. Excelente! Adorei o Tom Hanks (sempre gostei dele, anyway). Grande papelão do Barkhad Abdi! É preciso ver que o filme é baseado numa história real, o que causa ainda mais tensão e dá que pensar nos perigos que aquelas pessoas correm apenas ao tentar fazer o seu trabalho. E nas medidas de segurança que não resultam. Ah e tal, vamos fazer lockdown na ponte. Right! Incrível como quatro gajos montados numa casca de noz conseguem atacar um porta-contentores na boa!  

 

O segundo filme de Sábado foi o Dallas Buyers Club. No IMDB tanto este como Captain Phillips têm a mesma cotação. Contudo, pessoalmente, gostei mais do Captain Phillips. Se calhar porque estava a precisar de um filme com aquele thrill que me mantêm em tensão até ao final. Também gostei deste, louvores para o desempenho do Matthew McConaughey e do Jared Leto (o Semi-Deus não conseguiu perceber quem era, quando lhe expliquei nem queria acreditar). O Matthew realmente deve ter sofrido para fazer este filme. Estava esquelético. Claro que não é isso que caracteriza um bom desempenho. Mas, pelo menos, mostra commitment. E foi um bom desempenho. Longe dos filmezinhos românticos. Este filme é duro. A dura realidade da SIDA, o preconceito, os esquemas para arranjar medicamentos a doentes com SIDA que não os matavam, mas os faziam ficar melhores, as imposições da FDA e esta ideia de que estamos entregues a alguém que decide que medicamentos podemos ou não tomar, mesmo que aqueles que nos prescrevem sejam do pior que há e nos possam mesmo matar. Desde que dê dinheiro é o que importa. Mas foi um bom filme. De dizer que o Matthew conseguiu ficar feio neste filme. Vejam as diferenças:

 

 

 

 

 

 

 

O filme de ontem foi uma comédia. I Give it a Year. Fartei-me de rir. Tem umas cenas muito bem apanhadas. E aquele amigo que só diz coisas inconvenientes em todas as circustâncias é demais. E a cena em que estão a correr fotos numa moldura digital quando estão em casa dos pais dela, sendo que lá no meio há várias fotos de cariz sexual e bem explícitas. Demais. Recomendo. Não sendo a melhor comédia que já vi, gostei muito e achei que valeu a pena. Ah, e tem o Simon Baker, como bónus adicional.