Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Leitura Terminada

celula.jpg

Querem que vos resuma a minha opinião sobre este livro numa frase?

O melhor livro de Nuno Nepomuceno!

Sim, mesmo sem o André!

Um livro fantástico, super completo, cheio de detalhes de intriga e mistério aliados a um excelente fio condutor de enquadramento histórico e religioso num enredo muito actual.

Eu não era fã do Afonso, continuo a não ter aquela empatia para com ele como tive com o André, mas sem dúvida faltava-me ler este livro para ter uma "full picture" do Afonso. Faltava-me conteúdo sobre a personagem nos outros dois livros.

Neste livro o Nuno aborda a temática do Islamismo enquanto religião e mostra-nos, de uma forma muito assertiva o quanto não devemos confundir ser-se muçulmano com ser-se terrorista.

E elabora um assustador cenário (ficcionado, felizmente) em Portugal em torno do Islamismo e do aproveitamento político do mesmo.

O Nuno chega mesmo a tocar ao de leve o tema das sanções económicas internacionais ao Irão, o que achei bastante curioso porque é o core do meu actual trabalho. E dá-nos uma visão de o quanto essas sanções são hipócritas e, no fundo, apenas dão muito a ganhar aos que as impõem. Que é o que de facto sinto em alguns momentos, o que me faz questionar o que faço. Porque os motivos por detrás das sanções a certos países ou entidades nem sempre são assim tão nobres como os querem pintar.

O livro é um grande calhamaço, mas tem todas as pitadas certas de política, religião, suspense, ironias e é um livro que se devora muito rapidamente apesar de nos fazer doer os pulsos.

Acho que, mais do que qualquer outro dos livros do Nuno, é A Célula Adormecida que o coloca como um autor de referência, que só precisa de entender que é este tipo de livro que se espera dele.

Levou 5 estrelas bem gordas no Goodreads, e é mais um livro do Nuno que me ensinou muito, para além de me entreter.

Bravo!