Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Leitura Terminada

IMG_20190910_230857.jpg

 

Sinopse

"É claro que há magia na luz das estrelas. Toda a gente o sabe. O luar, esse, bom, é outra história. O luar é mágico. Perguntem a quem quiserem."

Todos os anos, o Povo do Protetorado oferece um bebé à bruxa que vive na floresta. Esperam que a oferenda a impeça de aterrorizar a aldeia. Porém, a bruxa, Xan, é um ser amável. Vive com um Monstro do Pântano muito sábio e um Dragão Perfeitamente Minúsculo. Xan salva as crianças e deixa-as no outro lado da floresta com famílias que as desejam. Pelo caminho, vai alimentando os bebés com a luz das estrelas. Certo ano, por acidente, Xan dá de beber luar a um bebé, enchendo uma criança normal de uma magia extraordinária.

A bruxa decide, então, criar a menina, a quem dá o nome de Luna. Por volta dos seus 13 anos, Luna começa a sentir a magia e as suas perigosas consequências. Entretanto, um jovem do Protetorado está determinado a libertar o seu povo matando a bruxa. É então que um bando de aves mortíferas com misteriosas intenções se junta ali perto, enquanto um vulcão, adormecido há séculos, ronca debaixo da superfície e uma mulher com um coração de tigre começa a andar à caça...

 

Ainda nas férias, embalada por sol e mergulhos no mar e piscina, houve tempo para começar este livro que é juvenil. Eu vi este livro na Feira do Livro de Lisboa este ano e depois comprei-o numa promoção da Wook, com um melhor preço. Adorei esta capa linda! Também houve um outro que vi na mesma banca, que está na minha wishlist e também é um livro juvenil. Como velhota que já sou, sabe-me bem de vez em quando deixar-me levar por um livro para crianças ou por um livro juvenil e encantar por estas histórias mágicas que pretendem mexer com o imaginário das nossas crianças e jovens e despertar-lhes o bichinho da leitura.

Adorei ler este livro!

Tem bruxas e dragões e reviravoltas inesperadas. E tem uma menina mágica a quem foram dados os poderes da Lua. Temos o lado bom e o lado mau da magia. Temos uma história maravilhosa e muito emotiva sobre a força do amor de uma mãe, seja a mãe biológica, seja a mãe que cria. Tem momentos muito ternurentos e outros um pouco tristes.

Acho que era um livro que dava um bom filme de animação. Estou a imaginar o dragãozinho que acompanhava a Luna como um boneco fofinho e divertido, um bocado à semelhança do camaleão no filme da Rapunzel.

É uma boa história para lerem aos vossos filhos ou com eles e para darem a conhecer aos vossos adolescentes. Mas também é uma boa história de magia para nos sentirmos pequeninos outra vez e deixarmos encantar mesmo estando numa outra faixa etária.