Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Leitura Terminada

30317766._SY475_.jpg

 

Sinopse

"Quando um homicídio abala a comunidade isolada da Ilha de Entrada, o detective Sime Mackenzie embarca num pequeno avião, como parte de uma equipa oficial de investigação.

Com apenas dois quilómetros de largura e três de comprimento, a Ilha de Entrada é uma comunidade com pouco mais de 100 habitantes, o mais rico dos quais acaba de ser descoberto assassinado na sua própria casa. Coberta de sangue do marido, a melancólica esposa do morto conta à polícia uma história pouco credível sobre um intruso mascarado armado com uma faca.
A investigação parece ser pouco mais do que uma mera formalidade - as evidências apontam para um crime passional, implicando a esposa. Mas Sime fica intrigado com a viúva durante o interrogatório, convencendo-se de que já se encontram antes, apesar disso ser claramente impossível.
"

 

Em tempos, alguém me recomendou um livro deste autor e tinha-o na minha wishlist como referência, se bem que nunca me deu para o comprar. Entretanto, neste lento regressar ao escritório (e por falta de livros em casa coff coff), decidi trazer este livro do Book Swap para perceber se seria interessante.

Dei-lhe 3 estrelas no Goodreads.

É uma história que, pela sinopse, parecia ter alguns ingredientes apelativos, mas depois, alguma coisa não resultou para mim.

A escrita é densa, o que não é muito bom para quem aprecia thrillers e policiais mais frenéticos, como eu. A história tem um ritmo lento, não me consegui identificar muito bem com as personagens, o detective Sime tem aquela carga meio negra, é uma pessoa cinzenta, triste, amargurada, de um modo que não gostei muito. Ainda por cima a investigação criminal, além de avançar pesadamente, é interrompida frequentemente por uns sonhos e uns regressos ao passado, à vida de uns antepassados de Sime que, de algum modo, têm ligação com uma personagem envolvida nesta situação que ocorre na ilha. 

Poder-se-ia dizer que o livro é quase um dois-em-um, porque é um policial e um romance histórico. Mas não apreciei a forma como a coisa se liga. Talvez pelo ritmo lento e pelas enormes quebras na parte mais ligada à investigação criminal, dei por mim a passar as páginas a dada altura completamente desligada da história.

Acho que acordei quando se fala na Batalha de Culloden (os ascendentes de Sime eram da Escócia), porque me lembrei de Outlander e do Jamie, mas depois fiquei dormente de novo.

A escrita não é má, a história tem algum interesse e tem conteúdo, tem referências históricas e geográficas, mas não é o tipo de policial que gosto e por isso dei-lhe 3 estrelas esticadas...

Mas acredito que o problema possa ter sido meu...acho que estava à espera de outro tipo de coisa...por altura que aquilo chegou ao fim, a resolução do crime já mal me despertou o interesse...

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.