Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Leitura Terminada

Este livro saiu da estante onde estava a ganhar pó há algum tempo, em participação num Book Bingo, precisamente para ler livros perdidos na estante. Já nem me lembrava se o tinha comprado ou como tinha ido parar à estante. Afinal chegou-me pelas mãos da @leiturasemfimavista. Adorei este livro! Já tem uns anos, a narrativa inicia-se nos anos 70 e acompanhamos esta luta desta mãe por recuperar a sua filha raptada, numa altura em que a violência doméstica era considerada aceitável, em que não se falava de alienação parental, em que os recursos e os tribunais não estavam preparados para lidar com certas situações. Não tinha ideia de ser uma história verídica, foi interessante por ser escrito em primeira mão e achei surpreendente a capacidade da escrita, que me fez sentir sempre num sufoco e correria até ao fim, sem querer largar o livro. A história inicia-se na Líbia, e vai mudando de cenários, ora Espanha (Málaga, Marbella - onde estive no verão passado), ora Inglaterra, ora Emirados Árabes Unidos. Além da história nuclear, também foi interessante acompanhar alguma história e evolução que iam acontecendo no Médio Oriente, nomeadamente na indústria do petróleo e gás natural, sempre a mais relevante nesses países e outros acontecimentos de instabilidade política. Achei que a situação sobre o rapto iria resolver-se mais cedo, era um sufoco ver o tempo passar e o quanto se perdeu. Muita coisa foi conseguida a poder de muito dinheiro, porque felizmente a situação profissional de Margaret o permitiu, mas mesmo com rios de dinheiro, boas relações e conhecimentos, a coisa foi difícil. A dada altura temi o pior. A autora de repente escreve uma frase que me fez pensar que estava tudo perdido. Mas pronto, a coisa melhorou e terminou bem. Recomendo este livro. 🌟🌟🌟🌟🌟