Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Leitura Terminada e uma decepção

350x.jpg

 

Sveva, não curti este livro e isso deixa-me descontente!

Ora, estando de castigo em casa com um puto com varicela, com muito calor e com vontade de viajar até Itália, decidi pegar neste livro, porque são normalmente leituras que avançam rápido e isso dá jeito quando se anda a dormir mal umas noites e não se tem cabeça para algo muito complexo.

 

E este livro tinha tanto, mas tanto potencial. Só que não!

Era a mulher forte à frente do negócio de família dos vinhos (e eu a imaginar um cenário muito Toscânia) e era um chef lindo e maravilhoso, e portanto toda uma combinação de vinho e comida gourmet à mistura, com romance pelo meio. Só que não foi bem o que estava à espera.

Entrou-se um pouco na história da família de Angelica e um pouco na sua própria história. Entrou-se na história do passado de Tancredi D'Azaro (que acho que foi a parte que mais gostei), mas acabou por ter muito menos detalhe gastronómico do que estava à espera (estava-me a apetecer assim babar com comida como me acontece com os livros da Trisha Ashley).

Portanto, falou-se um pouco de vinho, deu-se a entender que o D'Azaro era um chef deveras importante e conhecido, mas depois o romance ficou completamente em modo chama de isqueiro quase sem gás.

 

Malta, isto agora tem spoilers, portanto, para quem ainda não leu, é fechar a página e ir ver qualquer coisa ligeira na TV, sim?

 

Spoiler alert

 

Mas que porcaria é esta? Então a Angelica descobre que o marido a anda há anos a enganar com outras e depois quando parecia que ia começar qualquer coisa com o apetecível Tancredi, porque já se tinha decidido a avançar com o divórcio, ah e tal, dão um beijo terno e a coisa fica por ali? Então, assim out of the blue, dorme com o americano com quem quer fazer o negócio dos vinhos na primeira vez em que o conhece e depois com o outro, que diz que a ama e o coiso e por quem tinha sentimentos, troca um beijo terno, e volta para o marido? What?

Ah, mas depois na última página fica-se com a sensação de que volta a ficar com o marido, mas vai usar o Tancredi como amante. Um bocado se calhar para mais tarde ter uma vida como a sua mãe, que partilha dois homens (o seu pai e o amante) conforme lhe apetece num acordado threesome. Porque a senhora era especial e portanto era tudo na boa.

 

Olhem, não gostei da volta que esta história levou. Achei que tinha muito potencial, mas ficou-se ali a marinar em banho-maria e no fim aquilo soube-me um bocado a vinho azedo.

 

Bah!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.