Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Curly aos Bocadinhos

Curly aos Bocadinhos

Notas soltas sobre a nossa Road Trip

- A nossa preocupação, para além de definir mais ou menos o percurso, em particular em que sítios dormir, foi a de reservar com antecedência as casas/apartamentos no Airbnb. Foi a nossa primeira experiência e correu tudo lindamente. Tirando a falta de limpeza da última casa, as outras, pá, impecável e foi a melhor coisa que fizémos!

- Também reservámos com antecedência os parques de estacionamento no centro de Paris e de Barcelona.

 

- As auto-estradas em Espanha são porreiras e fazem-se muitos quilómetros em Auto-Vias (não Auto-Pistas) pelo que não se paga portagem.

- Em França, o pinga-pinga de portagens é uma loucura. Devemos ter pago mais de 100€ ou 150€ de portagens só em França. Uma loucura! Um bocado chulos!

- Tudo é mais caro em França, mas mesmo tudo. Gasóleo, portagens, comida, supermercado, etc etc.

 

- Para aguentar os miúdos tantas horas no carro, carregámos dois SD cards com filmes de animação para os tablets. Horas e horas de filmes que foram vendo pelo caminho. Quando se fartavam, ora jogavam no tablet, ora dormiam, ora o Marcos brincava com os seus super-heróis, ora faziam eles filmes.

- Deu muito jeito levar já de casa imensas caixas com barras de cereais e algumas bolachas. Era sempre bom ter um snack sempre à mão de semear.

- É importante levar roupa e calçado confortáveis. Eu então levei t-shirts e andei quase sempre com as minhas calças de ginásio - nunca me senti nem inchada, nem apertada, nem com calor, foi a melhor opção para mim. Acho que só usei calças de ganga no dia que andámos no centro de Paris e arrependi-me.

- É muito importante escolher sítios para pernoitar. É uma loucura fazer horas de condução durante a noite. A condução era apenas durante o dia, ao final da tarde/início da noite chegávamos aos alojamentos e era altura de relaxar e tentar dormir bem (houve um dia que me sentia super cansada e sonolenta e isso tornou a condução arriscada, quanto mais se a condução fosse à noite).

- Houve coisas que correram como planeado, outras que nem tanto. O tempo não estica e passa demasiado rápido quando nos estamos a divertir.

- Tivémos dias de fazer qualquer coisa como 350kms, mas tivémos dias de fazer uns 900kms.

- Os miúdos às vezes perguntavam porque não tinhamos ido de avião até Paris. Mas acho que perceberam depois a quantidade de cidades que viram, o que nunca aconteceria se tivessemos voado para Paris e ido até à Eurodisney.

 

- A parte mais gira de fazer uma road trip é ir pela estrada e ir percebendo as constantes variações na paisagem. Foi encantador fazer a estrada de San Sebastian até à fronteira com França, foi maravilhoso fazer a estrada na zona da Borgonha, curtir aquele momento em que percebemos que estamos a mudar de país, é muito engraçado.

- Tivémos dias de começar de manhã a falar espanhol e terminar a falar francês e vice-versa. A dada altura já se misturavam as línguas todas e era um fartote.

- Depois de tudo, soube muito bem ver a placa a dizer Portugal. Porque lá fora é giro, mas o nosso País é lindo e tem coisas maravilhosas também e sabe sempre bem voltar a casa.

 

 

Se bem que, se calhar vamos começar a planear a próxima...

 

IMG_20180902_130522.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.